Licenciatura em Dança do IFB Campus Brasília

A Licenciatura em Dança do IFB – Campus Brasília nasceu como resultado da convergência de fatores específicos e condições favoráveis que culminaram com a abertura do curso. A dança sempre constituiu importante área artística em Brasília. Desde sua inauguração, inúmeros artistas desenvolveram iniciativas de produção em dança e formação, ainda que amadora. Ao longo de suas décadas de existência, Brasília e região viram surgir inúmeros novos artistas e novos grupos, todos desejosos e comprometidos com a luta por espaços de profissionalização nas esferas da educação pública.

A formação profissional em docência da dança vinha sendo especificamente almejada de forma intensa, por se tratar, o ensino da dança, de importante lacuna dentro da Educação Básica brasileira. Era preciso formar professores dessa arte, e assim fazê- la chegar a nossas crianças e adolescentes, de forma socializada e democrática.

A criação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, pela Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, dando origem ao IFB, objetivou a expansão da formação profissional no Brasil. Especificamente em Brasília e entorno, onde não havia até então as antigas Escolas Técnicas Federais e CEFETs, constituiu-se em importantíssimo mecanismo de atendimento às demandas reprimidas de formação profissional nas mais diversas áreas, aí incluída a dança.

A oferta de cursos superiores de licenciatura, sendo um dos objetivos dos Institutos Federais previstos em Lei, estava prevista também para o IFB, Campus Brasília, inicialmente planejada para a área de matemática. A data de 10 de Março de 2009 é importante marco para a Licenciatura em Dança. Nessa data, o IFB realizou Audiência Pública para referendar, junto à comunidade, os cursos a serem ofertados pelo então novo Campus a ser aberto, o Campus Brasília. Essa oportunidade reacendeu na comunidade a esperança de ver surgir a primeira Licenciatura em Dança do DF. A comunidade, então, compareceu à Audiência e solicitou a abertura do curso, com base numa argumentação sólida sobre a carência de docentes na área. Estiveram presentes artistas, professores e entidades representativas da classe.

A solicitação foi acatada pela Reitoria do IFB e nessa data iniciaram-se os trabalhos de construção do curso, pela equipe da Pró-Reitoria de Ensino. Em Setembro de 2009 o Projeto de Implantação da Licenciatura em Dança do IFB ficou pronto e foi apresentado, com aprovação, à Direção do Campus Brasília, à Pró-Reitoria de Ensino e à Reitoria.

Em Dezembro de 2009, foi realizado o “Seminário Público: O Professor de Dança no DF”, evento previsto no Projeto de Implantação da Licenciatura e que objetivou manter o compromisso com a participação da comunidade no processo de elaboração do projeto Pedagógico do Curso. Nos dois dias de evento, foram ouvidas as experiências de outras duas Licenciaturas em Dança do Brasil – da Universidade Federal da Bahia, como o curso mais antigo do país, e a da Universidade Federal do Pará, àquele momento, o curso mais novo. Ouviu-se, também, o IF do Ceará, com sua experiência em curso superior em teatro. A partir da aprendizagem dessas experiências, a comunidade local, com representação de grupos, artistas, órgãos públicos, debateu e deliberou sobre suas necessidades e expectativas quanto à formação do Licenciado em Dança do IFB.

Paralelamente ao Seminário Público, uma enquete foi veiculada na página virtual do IFB, solicitando, mais uma vez, a participação da comunidade onde deveriam completar a frase: “O professor de dança deve...”, permitindo que toda a comunidade, além dos que estiveram presentes ao Seminário Público, pudesse se manifestar.

Em Março de 2010, um ano após a provação do curso em Audiência Pública, foi realizado o primeiro concurso para docentes do curso. Em Abril de 2010, data que também se constitui um marco para o curso, foi publicada a Resolução 005/2010 de Aprovação da Licenciatura em Dança do IFB. Em Maio de 2010, a Portaria 180/2010 foi publicada, oficializando a constituição da Comissão de Elaboração deste PPC, que já vinha trabalhando desde o início desse ano.

Finalmente, em Junho de 2010, uma prévia deste PPC foi apresentada ao Colégio de Dirigentes do IFB e posteriormente, à comunidade, consolidando o processo de participação da mesma na construção do curso. Na ocasião, críticas e sugestões foram feitas e acatadas, quando de acordo com a legislação educacional brasileira e os valores e missão do IFB.

Em Julho de 2010, é realizado o primeiro Vestibular para o Curso. Em Agosto de 2010 foi assinado Acordo de Cooperação entre a Secretaria de Cultura do GDF e o IFB, contemplando, entre outras coisas, a utilização das instalações do Centro de Dança do DF para o funcionamento da Licenciatura, uma vez que suas instalações definitivas se encontram em construção.

BRASIL, MEC/IFB. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA,EIXO TECNOLÓGICO: PRODUÇÃO CULTURAL E DESIGN, BRASÍLIA-DF 2019

Conhecimentos Gerais da Classificação Vegetal

Este curso tem como objetivo  capacitar os participantes para a classificação e certificação de produtos de origem vegetal, visando dar at...